Apologética

Padres inventores

Descendo das alturas teológicas e filosóficas para o campo das ciências e das descobertas, os padres ocupam, de novo, o primeiro lugar.

Entre centenas, citemos os mais conhecidos:

Os padres Oton e Ardoíno inventaram o alfabeto.

O padre Rogério Bacon inventou o telescópio.

O padre Zeucchi aperfeiçoou-o, em 1652.

O padre Humberto, o grande, inventou a bússola.

O padre Flávio, de Nápoles, aperfeiçoou-a.

O padre Tiago, de Vitry, aplicou-a à navegação.

O padre Cassiodoro, em 505, inventou o relógio.

O Papa Silvestre II fez o primeiro relógio de rodas.

O padre Pacífico, de Verona, inventou o relógio de bolso.

O padre Welogord, em 1316, fez o primeiro relógio astrológico.

O padre Alexandre Spina, dominicano, no 13º século, inventou o óculos.

O padre Magnon inventou o microscópio.

O padre Embriaco descobriu o hidro-cronômetro e o sismógrafo.

O padre Bertoldo Schwartz inventou a pólvora.

Dom Galeno, bispo de Munster, descobriu as bombas.

São Boaventura a teoria da termodinâmica.

Os padres Lona e Becaria descobriram as leis da eletricidade.

O padre Secchi, jesuíta, descobriu a análise espectral.

O padre Procópio Divisch, em 1759, descobriu o pára-raios, e não Franklin, que fez apenas aplicá-lo à proteção das casas.

O santo padre Beda descobriu as leis das marés.

O padre Gilbert introduziu os algarismos arábicos.

O padre Guido d’Arezzo inventou as notas musicais.

O padre José Joaquim Lucas, brasileiro, inventou o melógrafo, ou modo de escrever as notas e sinais que correspondem à escrita musical.

O padre Alberto, saxonio, imaginou as leis da navegação aérea.

O padre Bartolomeu de Gusmão, em 1720, fez a aplicação destas leis aos aerostatos, 60 anos antes de Mongolfier.

O padre Amaro, monge, foi o desenhador da célebre carta marítima, em 1456, que inclinou Colombo às suas explorações.

O padre Gauthier, em 1753, aproveitando as experiências de Papin, Dickens, Watt, inventou o moderno funcionamento da navegação.

O padre Nollet inventou as máquinas elétricas e descobriu a eletricidade nas nuvens.

O padre Raul, vigário de Sfax, é o verdadeiro inventor do submarino moderno.

Um padre dominicano, italiano, é o inventor das máquinas de compor, ou linotipia.

Os padres jesuítas são os descobridores do gás.

O padre Duen fundou, em 1715, a primeira fábrica de gás.

Foi um padre brasileiro quem inventou a máquina de escrever.

O padre Painton inventou a bicicleta, em 1745.

O padre Barrant, monge, descobriu o freio das locomotivas.

O padre cavalieri, jesuíta, inventou a policromia.

O bispo Regiomontanos, de Ratisbona, descobriu a teoria da imobilidade do sol e do movimento da terra em redor dele (em 1470). Isto é, 10 anos antes do padre Copérnico.

O padre Copérnico, polaco, achou o duplo movimento dos planetas sobre si mesmos e em volta do sol.

Os padres Ponce e Epée, beneditinos, estabeleceram o método da educação dos surdos-mudos, etc., etc…

O padre J. B. de La Salle foi o primeiro a fundar escolas livres.

O padre Fegenece foi o primeiro a praticar a gravura nas vidraças.

O cardeal Mezzofanti foi o maior conhecedor de línguas do século passado.

O bispo Virgílio, de Salzburg, foi o descobridor da existência dos antípodas.

O padre Alberto Magno, dominicano, descobriu o zinco e o Arsênico.

O cardeal Régio Fontana inventou o sistema métrico.

O padre Lucas de Borgo é o inventor da Álgebra.

Fonte: Livro “Ataques Protestantes às verdades católicas”. Autor: Pe. Júlio Maria.

Marcel Barboza Administrator
O responsável pelo site é Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Especialista (pós-graduado) em Filosofia e Ensino de Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR). Editor e professor.
×
Marcel Barboza Administrator
O responsável pelo site é Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Especialista (pós-graduado) em Filosofia e Ensino de Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR). Editor e professor.
Mostrar mais

Marcel Barboza

O responsável pelo site é Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Especialista (pós-graduado) em Filosofia e Ensino de Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR). Editor e professor.

Artigos relacionados

19 Comentários

  1. Mais alguns nomes de padres que figuram entre os grandes cientistas citados por Robert Jastrow:

    Bispo Niels Stensen (1638-1686) considerado o fundador da geologia e mineralogia;
    padre Athanasius Kircher (1602-1680) erudito em inúmeros campos científicos;
    padre Giovanni Batista Riccioli (1598-1671) autor de uma enciclopédia astronõmica que marcou época;
    padre Francesco Maria Grimaldi (1618-1663) descobridor da difração da luz;
    padre Ruggero Boscovich (1711-1787) considerado o criador da física atômica fundamental;

  2. Por isso o nosso pecado é tão grande diante de Deus, sabermos de tudo isso e tomarmos conhecimento de que Deus isnpirou e capacitou cada um e os tendeu para as descobertas nos torna mais miseráveis ainda nestes tempos quando todo estes conhecimentos, ou na sua maioria, são utilizados por nós e pelo mundo para pregar tudo ao contratário das coisas de Deus.

    quanta míséria!!!

  3. O Monsenhor Georges Joseph Lemaître era astrônomo e foi o criador da teoria do Big Bang da origem do Universo.

  4. Um que morreu no anonimato, também brasileiro:
    Padre Roberto Landell de Moura, inventor do rádio, importante cientista.

  5. O pe. Casimir Żegleń inventou o colete a prova de balas, motivado pelo assassinato do prefeito Carter Harrison de Chicago. Ele mesmo fez uma demonstração pública na qual oito disparos foram efetuados contra seu corpo. Nenhum deles causou-lhe o menor ferimento.

  6. É por isso que precisamos rezar pra sempre haver bons padres, decentes, inteligentes, santos! Rezemos o rosário! Que Deus nos abençoe! 🙂

  7. Gregor Mendel (1822-1884), agostiniano. Em 8 de março de 1865, Mendel apresentou um trabalho à Sociedade de História Natural de Brünn (hoje Brno, na atual República Tcheca), no qual enunciava as suas leis de hereditariedade, deduzidas das experiências com as ervilhas. Hoje Mendel é tido como uma das figuras mais importantes no mundo científico, sendo considerado o “pai” da Genética.

  8. O importante algebrista e musicista francês Marin Mersenne era padre e frade mínimo. Ele é famoso por ter iniciado o estudo do que hoje chamamos de números primos de Mersenne, tão importantes para a computação moderna, e também por suas colaborações à teoria da afinação musical.

  9. Oi amigo, parabéns pela postagem. Vou usar estas informações no meu blog.
    Muito bom mesmo. Já estou procurando os livros citados na postagem e num dos comentários.
    Coloquei um link para este maravilhoso site em meu blog.
    Fiquem com Deus!
    Abraços,
    Ale.

  10. Faltaram figurar nestas listas São Cirilo e São Metódio que desnvolveram o alfabeto cirilico, que deu origem ao Russo para traduzir as escrituras e evanglizar aquela região

  11. Olá, achei muito interessante a lista, porém ela é um tanto estranha se a olharmos com cuidado. Por exemplo, padres que inventaram o alfabeto? Qual seria este alfabeto, é o que nós utilizamos? E a bússola, já não havia sido inventada há muito tempo atrás? A outro é atribuída até a invenção da bicicleta…

    Se fizermos uma busca pelo nome destes padres na internet, os únicos sites disponíveis mostram esta mesma lista… Sei que vários nomes e suas respectivas invenções são verdadeiras, mas acho que deveria ser feita uma “peneira”, retirando os que não condizem com os fatos históricos. Afinal, uma lista católica deve prezar pela verdade não é?

  12. A nossa Prestigiosa igreja é tão universal, até mesmo nas ciências. É muito fácil a sociedade dar crédito a mídia quando publicam escândalos de pedofilia envolvendo clérigos, o difícil é abrir livros a fim de encontrar as glórias da fundadora da civilização ocidental. Tudo isso nos enche de orgulho, nos faz crer no que Nosso senhor havia falado: “ As portas do inferno não prevalecerão contra a minha igreja”.

  13. Bom, a bússola foi inventada pelos chineses e telescópio por um fabricante de lentes holandês.
    Mas isso não diminui a contribuição destes homens a ciência.

  14. O Padre Hermann Cohen (judeu convertido ao CATOLICISMO) foi um dos maiores pianistas do mundo!!!

  15. Luca Bartolomeo de Pacioli O.F.M. (Sansepolcro, 1445 — Sansepolcro, 19 de junho de 1517) foi um monge franciscano e célebre matemático italiano. É considerado o pai da contabilidade moderna. O livro “Summa” tornou Pacioli famoso, sendo convidado em 1497 para ensinar matemática na corte de Ludovico em Milão. Um dos seus alunos e amigo foi Leonardo da Vinci.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo